Especialistas em Direito Digital

Contato: +55 (11) 3075-2843

Truzzi Advogados

CYBERBULLYING, CYBERSTALKING E REDES SOCIAIS – Os reflexos da perseguição digital

Em 2009 a dra. Gisele Truzzi publicou este artigo, abordando os problemas trazidos pelo CYBERBULLYING e pelo CYBERSTALKING. (Cyberbullying é a intimação sistemática praticada por meios eletrônicos. Cyberstalking é uma forma de perseguição online, que pode se desdobrar em difamação, ameaça e outros ilícitos).

Passados 10 anos, o artigo ainda continua atual, e foi revisado com novas informações.

Confira na íntegra a versão atualizada!

Clique neste link e faça download do .pdf:  Artigo_Cyberstalking_Cyberbullying_Gisele Truzzi_2009_2019

 

Abaixo, segue trecho do artigo:

Com o uso crescente das tecnologias, aumenta na mesma proporção o número de indivíduos cada vez mais “conectados”.

Um dos reflexos dessa inclusão digital em nosso país é a grande participação dos brasileiros nas redes sociais[1]. Pesquisa realizada pelo Ibope Nielsen Online[2] constatou que as redes sociais congregam cerca de 29 milhões de brasileiros por mês, e que para a cada quatro minutos na rede, os brasileiros dedicam um a atualizar seu perfil e bisbilhotar os amigos.

Mas qual será o impacto da utilização exacerbada da Internet para o contato social?

Temos que ter em mente que os sites de relacionamento, assim como qualquer outra tecnologia, são neutros, e seu uso pode ser positivo. Tudo depende da maneira como são utilizados.

Robert Weiss, sociólogo americano, afirma que existem dois tipos de solidão: a emocional e a social. Ele define a solidão emocional como o “sentimento de vazio e inquietação causado pela falta de relacionamentos profundos”; e a social como sendo o “sentimento de tédio e marginalidade causado pela falta de amizades ou de um sentimento de pertencer a uma comunidade”.

Com base nessas definições, estudos demonstram que as redes sociais podem aplacar um pouco da solidão social, mas aumentam significativamente a solidão emocional. É como sentir-se solitário em meio a uma multidão. (E atualmente, a multidão é cada vez mais virtual…).

Através destas pesquisas e verificando-se o comportamento dos internautas, vemos que as amizades são cada vez mais numerosas, porém, mais superficiais. E a quantidade de laços fortes, cada vez menor.

Sendo assim, constatamos que a Internet propicia o contato social, porém, pode piorar a qualidade dos relacionamentos, e gerar impactos psicossociais, dentre os quais destacamos neste artigo: Cyberbullying e Cyberstalking, que serão definidos oportunamente.

O novo vício da sociedade moderna: a dependência tecnológica

 O advento da Internet proporcionou novas e rápidas formas de contato: chats, emails, comunicadores instantâneos, redes sociais, blogs, etc. Nesses espaços virtuais, os indivíduos compartilham suas experiências, seu cotidiano, além de criarem “personagens”, provavelmente um alter-ego do que gostariam de ser.

Segundo a psicóloga norte-americana Kimberly Young, as vivências experimentadas nestes ambientes eletrônicos podem favorecer uma espécie de vício, ao provocarem sensações satisfatórias que competiriam com o nosso “mundo real”[3].

Baseado neste cenário surgiu o conceito de dependência da Internet, passível de ocorrer em qualquer camada socioeconômica.

De acordo com dados reportados no artigo “Os riscos do excesso de exposição ao mundo virtual”[4], de Dora Sampaio Góes e Cristiano Nabuco de Abreu, 10% da população atual de internautas já desenvolveu dependência.

Mais uma vez, o Brasil é destaque: de acordo com o referido artigo, o número de acessos e “o tempo gasto pela população brasileira colocam-nos no primeiro lugar do mundo no item conexão doméstica, à frente inclusive dos americanos e japoneses.”

Alguns conservadores diriam que o problema são as novas tecnologias, argumento frágil que é demovido ao observamos os traços de personalidade, que levam o indivíduo a perder o controle. Verificamos que os impactos psicossociais relacionados ao uso excessivo da Internet vinculam-se muito mais às dificuldades nas relações interpessoais, à diminuição das atividades sociais e à solidão do que propriamente ao uso do computador.

(…)

Continua aqui

 

O impacto da Tecnologia na Propriedade Intelectual: Tendências e desafios

O impacto da Tecnologia na Propriedade Intelectual: Tendências e desafios

Nos tempos modernos, a tecnologia tem promovido avanços revolucionários em todas as áreas da vida. E seu impacto no direito…

Dia Internacional da Proteção de Dados: regulação de IA é chave?

Dia Internacional da Proteção de Dados: regulação de IA é chave?

Advogadas especializadas em direito digital esclarecem sobre as discussões em todo o mundo sobre Inteligência Artificial por Déborah Oliveira Artigo publicado…

Navegando na Lei Digital: Um guia essencial para Startups de sucesso. 

Navegando na Lei Digital: Um guia essencial para Startups de sucesso. 

No mundo em constante evolução da tecnologia digital, startups ambiciosas e inovadoras são confrontadas com uma paisagem legal complexa. O…

Herança digital no âmbito de criptoativos e NFTs

Herança digital no âmbito de criptoativos e NFTs

Novos meios de transmissão de bens digitais Este artigo foi publicado originalmente no Portal IT Forum. A herança digital refere-se…

Leia Também…

Precisa de consultoria? Entre em contato